Blog Dose Exata

Tipos de Colágeno: Importância, Características e função

Tipos de Colágeno para tomar

O corpo produz diferentes tipos de colágeno e cada um possui funções distintas no corpo humano.

Além da já conhecida atuação na pele, ajudando a firmar e dar elasticidade a esse órgão, o colágeno atua também nas cartilagens, ossos, unha, pelos, entre outros.

Quer saber mais sobre o assunto?

Então saiba mais sobre os tipos de colágeno e entenda cada um deles a seguir!

Tipos de colágeno: Afinal, o que é colágeno?

O colágeno é uma proteína produzida pelo nosso corpo, que está presente na nossa pele, ossos, tecidos, cartilagens, pelos, entre outras estruturas do corpo humano.

Representando cerca de 30% das proteínas, o colágeno é uma das mais abundantes do nosso corpo.

É considerado um grande aliado da beleza, pois sua função é dar mais firmeza e elasticidade à pele. 

Entretanto, como se pode imaginar a produção de colágeno diminui com o passar do tempo e, por isso, a proteína é muito usada em cosméticos e cremes na luta contra o envelhecimento e flacidez da pele.

Mas não é só na pele que o colágeno tem funções importantes. Veja mais abaixo.

– Para que serve o colágeno?

Além de manter a pele hidratada e elástica, o colágeno também:

  • contribui com a resistência de unhas e ossos;
  • oferece mais resistência a tendões e músculos;
  •  ajuda na cicatrização de pré e pós-operatórios;
  • ajuda a manter a integridade dos tecidos que faz parte.

Quais são os tipos de colágenos?

qual a diferença de colageno tipo 1 e tipo 2

Afinal, quais são os tipos de colágeno e suas funções? 

Separamos os principais para você conhecer. Confira!

– Colágeno tipo I

O colágeno tipo I é o mais abundante no corpo humano.

Forma fibrilas longas e extensas, responsáveis por oferecer mais resistência aos tendões.

Para quem não sabe, fibrilas são estruturas que formam as fibras do colágeno, já que a proteína é bastante fibrosa.

Está presente nos tendões, tecido conjuntivo frouxo, tecido conjuntivo denso e cartilagem fibrosa.

– Colágeno tipo II

O colágeno tipo II é responsável pela estruturação da cartilagem e por isso esse é o principal local onde ele é encontrado.

É por meio do colágeno tipo II que as cartilagens, como as do joelho, por exemplo, conseguem aguentar grandes pressões.

As cartilagens funcionam como uma mola e quem ajuda nesse aspecto é o colágeno tipo II.

É comum que esse tipo de colágeno seja receitado em doenças como artrite, lesões e inflamações na cartilagem, etc.

– Colágeno tipo III

O colágeno tipo III é encontrado em órgãos que aumentam e diminuem de tamanho. Ou seja, ele contribui para a elasticidade desses órgãos.

Alguns exemplos de onde podemos encontrá-los são os intestinos, artérias, útero, fígado e rins.

Leia também: Vitaminas essenciais para o corpo: confira quais são!

– Colágeno tipo IV

Este colágeno é formado de forma distinta aos outros tipos, já que não são as fibrilas suas principais estruturas.

O tipo IV é um colágeno que forma como se fosse uma rede ou malha e cada molécula se prende à outra por suas extremidades.

Ele se associa com outras moléculas e possui diferentes funções. Além disso, ajuda a dar força e saúde a todas as células do corpo humano.

Quais são as fontes de colágeno?

O colágeno é considerado uma proteína de baixo valor biológico. 

Isso quer dizer que ele é formado por aminoácidos essenciais, que devem ser adquiridos por meio da alimentação ou de suplementação.

Este tipo de colágeno é um dos que têm sua produção reduzida ao longo do tempo por primeiro.

– Alimentos 

O colágeno é uma proteína presente no reino animal. Portanto, é de se imaginar que ela é encontrada em alimentos de origem animal, como peixes, carne bovina e suína, frango, etc.

A gelatina é produzida por meio das cartilagens animais e, portanto, também contém a proteína.

Mas essa não é a única forma de conseguir o colágeno. Lembra que comentamos que a proteína é formada por aminoácidos adquiridos por meio da alimentação?

Uma dieta rica neste componente pode ajudar na produção de colágeno. Procure por alimentos ricos em vitamina C, zinco, selênio e silício.

Confira uma lista de alimentos que podem ajudar na obtenção de colágeno:

  • geleia de mocotó e gelatina;
  • carne, ossos e pele bovina;
  • cartilagem, ossos e pés de frango;
  • frutas com vitamina C, como abacaxi, laranja, limão, frutas vermelhas;
  • queijos, leite e iogurte;
  • feijão, lentilha, grão de bico;
  •  ostras, camarão e mariscos.

Leia também: Taxa de Colesterol: O que é, sintomas e como melhorar

– Suplementos

Tipos de Colágeno e suas funções

O suplemento de colágeno pode ser feito a partir dos 30 anos, que é quando a produção do corpo começa a diminuir e também antes dessa idade, como prevenção.

Mas existem outras situações, como, pessoas que possuem uma dieta pouco nutritiva, pessoas que passam muito tempo no sol e outros fatores que podem causar o envelhecimento precoce da pele.

Algumas doenças também podem exigir a suplementação de colágeno, como as que afetam as articulações, por exemplo.

O suplemento de colágeno pode ser ingerido em pó ou em cápsulas em seu formato hidrolisado ou não hidrolisado.

O que é colágeno hidrolisado?

Colágeno hidrolisado nada mais é do que o formato que a proteína se encontra.

O processo de hidrólise é uma quebra da proteína em fragmentos menores para que ele possa ser absorvido mais facilmente pelo organismo.

Já os colágenos não hidrolisados são uma forma mais pura da proteína. Sua indicação é para doenças como artrite e osteoartrite.

Como a Dose Exata pode te ajudar?

A Dose Exata possui diversos produtos que incluem o colágeno em sua composição e ajudam a fomentar a sua produção.

Você vai encontrá-los tanto na versão cápsula quanto em pó, retardando o processo de envelhecimento da pele e aumentando a elasticidade.

Na Dose Exata, você também vai encontrar o colágeno aliado a outras substâncias, como ômega 3, vitamina D etc.

Temos também filtro solar, séruns e boosters super completos para auxiliar nas mais diversas questões.

Confira o colágeno tipo II da Dose Exata!

Conclusão

Os diferentes tipos de colágeno são produzidos pelo próprio organismo. 

Entretanto, é comum que algumas situações reduzam a produção da proteína no corpo, como algumas doenças e até mesmo uma alimentação deficiente.

Por isso, uma alimentação equilibrada é importante e a suplementação de colágeno também pode ser indicada em alguns casos.

A suplementação de colágeno pode trazer benefícios à pele e auxiliar em diferentes tipos de tratamento. 

Confira também outros artigos do blog da Dose Exata!

Esta gostando do conteúdo? Compartilhe!